Oics realiza webinar sobre políticas e soluções para cidades sustentáveis

17/11/2022


Atualizado em 17/11/2022  |  por Equipe OICS

O Observatório de Inovação para Cidades Sustentáveis (Oics) do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) organizará, no dia 28 de junho, às 11h, o webinar Políticas e Soluções para Cidades Sustentáveis. A transmissão será realizada pela plataforma Zoom.

O objetivo é apresentar ao público em geral os seis resumos executivos sobre as estratégias e políticas para a sustentabilidade, elaborados pelo Observatório de Inovação e Cidades Sustentáveis (Oics) do CGEE, em parceria com a equipe do Núcleo de Design da Universidade Federal do Paraná (UFPR). 

Os temas dos trabalhos são: ambiente construído, energia, saneamento de água, saneamento de resíduos sólidos, mobilidade e soluções baseadas na natureza. A ideia é que o conteúdo divulgado possa apoiar os gestores públicos na definição de estratégias e aplicação de soluções em seus territórios. 

Sobre o Oics

O Oics, desenvolvido pelo CGEE no âmbito do projeto CITinova, consiste em uma plataforma virtual que visa mapear e divulgar soluções urbanas inovadoras, contextualizadas ao território nacional. As propostas mapeadas são classificadas nas áreas de água, resíduos sólidos, mobilidade, soluções baseadas na natureza, energia e ambiente construído. A iniciativa surge como um espaço para a aceleração da sustentabilidade urbana, oferecendo conteúdos para subsidiar a tomada de decisão estratégica para o desenvolvimento sustentável das cidades. Para conhecer o observatório, acesse este link

Com financiamento do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF, na sigla em inglês), o CITinova é um projeto multilateral realizado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), implementado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e executado em parceria com a Agência Recife para Inovação e Estratégia (Aries) e Porto Digital, o CGEE, o Programa Cidades Sustentáveis (PCS) e a Secretaria do Meio Ambiente (Sema/DF). Informações sobre o CITinova podem ser acessadas neste link.