Artigo Soluções

ORGANIZACIONAL ou GESTÃO/MODELOS DE NEGÓCIO

Plano de Mobilidade Urbana Sustentável

Plano de Mobilidade Urbana Sustentável

Mobilidade

Metabolismo urbano efetivo

Status de Maturidade

Ideia


Pesquisa


Piloto


Madura


Tipo de Investimento

Pago


Esta solução aborda os Planos de Mobilidade Urbana Sustentável (PMUS) que, segundo a consultoria Rupprecht (2012), é um plano estratégico desenhado para atender às necessidades de mobilidade de pessoas e empresas nas cidades e seus arredores para uma melhor qualidade de vida. É construído com base nas práticas de planejamento existentes e leva a devida consideração por princípios de integração, participação e avaliação. Os PMUS têm como objetivo a acessibilidade, qualidade de vida, sustentabilidade, viabilidade econômica, equidade social e qualidade ambiental. De uma forma geral apresentam um conjunto integrado de soluções que colocam as pessoas em primeiro lugar e são construídos e elaborados por meio de uma abordagem participativa, com o envolvimento da população. Contam com a participação de equipes interdisciplinares proporcionando um olhar mais humano à proposta. São estruturados a partir de diagnósticos mais abrangentes que levam em consideração as necessidades de mobilidade das pessoas e devem apresentar estruturas de metas, acompanhamento e avaliações constantes, pois são uma ferramenta de gestão do poder público. Três aspectos devem ser considerados: incentivos econômicos, medidas regulatórias e de planejamento e medidas infraestruturais. No Brasil são regulados pelo Ministério das Cidades e devem seguir as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana e considerar: (i) meios de reduzir os números de viagens de carro particular e aumentar o uso de bicicleta e de viagens a pé, priorizando o transporte não motorizado; (ii) reduzir o consumo de energia e emissões de gases de efeito estufa (GEE); e (iii) melhorar a segurança, especialmente de ciclistas, pedestres, idosos e crianças (PNMU, 2012).

Políticas Públicas Mobilidade Urbana Planos de Mobilidade Programas de Mobilidade

O Problema

A mobilidade urbana sustentável é hoje um dos principais desafios das grandes capitais mundiais, especialmente pelo crescimento descontrolado do volume de carros transitando diariamente. O planejamento urbano, pautado em infraestrutura de cidades com grandes vias, pontes, acessos, viadutos, entre outros, não atende mais às necessidades de visão de futuro no que tange o planejamento urbano sustentável, que coloca as pessoas em primeiro lugar priorizando pedestres em detrimento dos carros. Na Europa, o Livro Branco (2011) estabelece diretrizes e recomendações na elaboração dos Planos de Mobilidade Urbana com ênfase nas questões de sustentabilidade e com o objetivo de até 2050 banir o uso de carros com combustível fóssil; reduzir em 40% o uso de combustíveis fósseis em aviões; reduzir em 40% as emissões dos navios e mudar 50% do trânsito de pessoas e cargas do meio rodoviário para o ferroviário ou aquático. Todas as medidas visam diminuir em 60% as emissões de carbono até 2050 (Giz, 2015). Em países como Brasil, França e Índia os Planos de Mobilidade Urbana (PMU) já são obrigatórios. No Brasil, desde 2012, todos os municípios com mais de 20.000 habitantes precisam apresentar PMU’s alinhados a planos diretores de desenvolvimento urbano para poder acessar recursos federais. Ainda assim, nem todos os PMU’s são focados em sustentabilidade (Giz, 2015). Os Planos de Mobilidade Urbana Sustentável são essenciais para garantir o correto uso do solo e estruturar, de forma adequada, as demandas por mobilidade dentro das cidades, com menor impacto ao meio ambiente.

Estudos de Caso